Há momentos em que quero dançar, mas não é naquele sentido de se dar mal, simplesmente quero deixar o corpo seguir o ritmo da música ou tem a capacidade de ser feliz em vários momentos que a vida nos dispõe.

Tento dançar e muitas vezes, e muitas vezes tento fazê-lo no ritmo não somente da música, mas também da e na vida, mas estou sozinho, e a única que me acompanha, ás vezes, é a própria vida.

Mas, como tantas outras pessoas, também quero alguém para bailar comigo, para me amar e ser amado, pois estendo a mão na intenção de que alguém a pegue, e sei que um dia, alguém a pegará, e assim poderemos dançar de diferentes formas, seja numa boate, no amor e o mais importante, bailar com, na e por toda a vida que tivermos a nossa disposição.

Anúncios